AdWords para alavancar o seu negócio by resultados digitais

Enquanto blogs, mídias sociais e outras ações em Marketing Digital costumam ter efeito no longo prazo, o Google Adwords aparece como uma das poucas soluções capazes de ter resultado praticamente de forma imediata

Principal fonte de receitas do Google e geralmente a primeira opção a se considerar para investimentos em mídia paga em uma estratégia de Marketing Digital, o Google Ads (ex-Google AdWords) destaca-se por ser uma plataforma de anúncios self-service com a possibilidade de empresas de qualquer tamanho anunciarem e extraírem resultados.

O que é o Google Ads?

Google Ads é a plataforma de anúncios e principal fonte de receita do Google. Nele, o próprio anunciante desenvolve seus anúncios e determina onde exibi-los, seja na Rede de Pesquisa, em diversos sites pela Rede de Display ou até em outros produtos como Youtube e Gmail.

Depois de criar uma conta no Google Ads e configurar as opções de faturamento (a ferramenta aceita pagamentos via cartão de crédito ou boleto), você tem a possibilidade de escolher qual o tipo de campanha você quer desenvolver:

  • Rede de Pesquisa
  • Rede de Display
  • Gmails Ads
  • Google Shopping
  • Vídeo
  • Campanha universal de apps

Rede de Pesquisa do Google é o tipo de campanha mais concorrido, visto que possibilita exibir anúncios de texto diretamente na ferramenta de pesquisas mais utilizada no mundo para usuários que estão buscando exatamente o que a empresa tem a oferecer.

Um bom anúncio na Rede de Pesquisa é capaz de atrair mais visitas e diminuir o custo por clique, que pode ser a diferença entre um negócio viável economicamente e outro inviável. Por isso, entender a relevância dessa etapa e fazê-la com qualidade é fundamental nos resultados.


Anúncios de texto responsivos


Em 2018, o Google divulgou que o futuro dos anúncios está no machine learning. Assim, passou a dar mais ênfase a anúncios de texto responsivos, incentivando os usuários a “deixar a máquina escolher”.

Em outras palavras, trata-se de um formato dinâmico em que o algoritmo do Google Ads monta anúncios diferentes para cada usuário, focando em aumentar conversões. A empresa garante que quem usa essa modalidade tem 15% mais cliques.

Para isso, você pode enviar 15 títulos de até 30 caracteres e 4 descrições de até 90. A plataforma então aprende a mostrar quais combinações fazem mais sentido para cada pesquisa, tornando os resultados responsivos.

Título

O título é a parte mais chamativa do anúncio e deve refletir o que o usuário está pesquisando. Se você não está conseguindo ter boas idéias para o título, tente aproveitar algumas das nossas sugestões:

Chame pelo público:

  • Gestão para freelancers
  • Software para contadores

Vá na ferida:

  • Problemas com Internet?
  • Precisa de um médico?

Seja provocador:

  • Odeia esperar?
  • Cansado da sua TV?

Desperte a curiosidade:

  • O segredo das vendas
  • Você é um bom chefe?

Ofereça uma informação:

  • Como escolher seu celular
  • Como cozinhar melhor

Descrição

É fato que você não vai conseguir colocar todo o discurso de vendas da sua empresa em apenas 80 caracteres. Lembre-se de que o objetivo aqui é apenas atrair o clique. As outras informações necessárias estarão no seu site.

Nas linhas de descrição, é interessante destacar alguns argumentos que possam despertar o interesse (ou curiosidade) e atrair o clique:

a) Uma descrição dos recursos e funcionalidades:

  • Móveis de madeira maciça
  • Motor 2.0, airbag e bancos de couro

b) Um benefício (ou solução) claro e conciso:

  • Economiza até 15% de energia
  • Melhore a sua didática

c) Uma proposição que mostre algo em que você é diferente:

  • Instalação em apenas 1 dia
  • 10 anos de experiência

d) Um depoimento ou indicador de status:

  • Indicado na Revista Veja
  • Ganhador do prêmio X

e) Uma chamada:

  • Compre hoje
  • Faça o download

f) Uma frase que espante quem não for do público alvo:

  • Somente no RJ
  • Para multinacionais

g) Uma promoção:

  • Descontos de 40%
  • Teste gratuito por 10 dias

URL de visualização

Pela cor diferente e chamativa, essa linha também é muito importante. Para escolher a URL exibida, use o próprio domínio da empresa e tente sintetizar a oferta que você tem para o usuário depois do clique.

Por exemplo, se estivéssemos oferecendo um dos nossos eBooks da Resultados Digitais, um bom endereço seria: resultadosdigitais.com.br/eBooks

URL de destino

Outro item a ser escolhido é a página para a qual você vai direcionar as pessoas que clicam no seu anúncio.

A melhor opção é enviar o usuário para uma página que tenha exatamente o que ele está procurando e que tenha perfeita relação com o anúncio.

Uma boa Landing Page, criada exclusivamente para a oferta anunciada, costuma gerar bem mais resultados do que simplesmente enviar para a página principal (home) e deixar para o usuário descobrir por si só onde estão as informações.

Extensões de anúncio

Além do conteúdo do próprio anúncio, é possível adicionar extensões de anúncio, para incluir informações complementares a oferta e que também podem fazer a diferença no desempenho da sua campanha.

Constantemente o Google atualiza os tipos de extensões de anúncio, por isso é importante acompanhar o blog oficial e também avaliar constantemente as opções na própria ferramenta. Atualmente as extensões disponíveis são:

  • Sitelink: links para outras páginas do site;
  • Frase de destaque: frases curtas, onde é possível destacar diferenciais do produto/serviço anunciado;
  • Snippets estruturados: lista de destaques oferecidos, como marcas, serviços, modelos e cursos;
  • Chamada: inclusão do telefone no anúncio — em dispositivos móveis, é possível iniciar a chamada diretamente pelo anúncio;
  • Mensagem: possibilita ao usuário enviar uma mensagem de texto através do seu celular, com um conteúdo pré-determinado pelo anunciante;
  • Local: permite incluir o endereço da empresa usando a conta do Google Meu Negócio e exibe a distância ao usuário;
  • Local de afiliados: atualmente só está disponível para revendedores de automóveis e redes varejistas nos Estados Unidos e no Reino Unido;
  • Preço: lista de produtos, serviços e até eventos, onde é possível incluir o preço e links específicos;
  • Aplicativos: destaque para o aplicativo Android ou iOS no anúncio;
  • Comentários: comentários de clientes e influenciadores (é necessário ter o comentário registrado em alguma página do site);
  • Extensões automáticas: são criadas automaticamente pelo Google, quando prevê que podem melhorar o desempenho.

Falsas Promessas

Tome cuidado para não prometer coisas que seu anúncio não vai cumprir. Não indique, por exemplo, que “você vai cantar melhor em 8 dias”. Seu método pode ser ótimo, mas cada pessoa reage de uma forma diferente a ele, portanto o Google barraria.

Outro exemplo é “acabe com a insônia”. A lógica aqui é a mesma, pois você não tem como comprovar efetivamente que todas as pessoas que clicarem no seu anúncio não sofrerão mais de insônia. Lembre-se: não anuncie algo que não pode garantir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *