Conteúdo Segmentado: como alcançar seu público-alvo by Facebook

Você tem um ótimo produto ou serviço para oferecer, cada vez mais clientes te encontram pelas redes sociais e você já até aprendeu a fazer um bom marketing de conteúdo, mas ainda não sabe como exatamente alcançar seu público-alvo? Pois é para isso que existe o conteúdo segmentado. Veja como é simples.

Segmentar o conteúdo nada mais é que produzir informações e soluções personalizadas, com foco no seu público-alvo, de acordo com a necessidade desse grupo. Pense bem: há um mundo de informações e dados online. Milhões de textos e posts de todos os tipos são publicados diariamente e competem pela atenção das pessoas. Produzir conteúdo para diferentes canais é válido, mas já não é suficiente para se destacar na multidão. A solução é alinhar sua abordagem aos interesses do seu cliente, para aproximá-lo da sua marca e gerar identificação e admiração. Isso é segmentação.

Agora parece simples, né? Pois vai ficar ainda mais, quando você ler o guia que preparamos para te ajudar nessa tarefa. Você só precisa seguir cinco passos para garantir que seu conteúdo acabe nas mãos certas. Vamos ver?

1. Defina seu público-alvo

Por essa você já esperava, certo? O único jeito de atingir seu público-alvo é saber exatamente quem ele é. Só tendo uma visão clara de seus valores, características, objetivos, preferências e comportamentos é possível determinar qual conteúdo ele consome. E, claro, não se esqueça de saber também quem você é.

Exemplo:

Um empreendimento do ramo hoteleiro oferece estadias para grandes executivos e outro para jovens universitários. O conteúdo produzido por eles será completamente diferente, certo? Por isso é tão importante saber quem você quer atingir. Uma comunicação feita de forma descuidada pode custar vendas e render dor de cabeça.

2. Use o canal certo

Exemplo:

Se você quer segmentar para um público mais jovem que prefere conteúdo mais dinâmico em vídeo, provavelmente atingirá mais das pessoas certas no Instagram do que se escrever textos num blog. No Facebook você tem até ferramentas para escolher o objetivo ou o público específico de cada campanha.

É ótimo saber para que público você deve falar. Tão importante quanto isso é saber onde falar para que esse público te ouça. Públicos diferentes costumam utilizar canais de comunicação diferentes para se informar. Por isso, é fundamental que você saiba onde, como e quando o seu público-alvo consome conteúdo. Assim você já começa a poder pensar em como criar um conteúdo especificamente feito para o seu cliente.

Não importa se você vai produzir para blog, redes sociais, e-mail, boletins informativos, e-books ou mesmo fora da internet. O importante é que seu público acesse esse canal. Não tenha medo de errar. Faça testes para descobrir com que tipo de conteúdo e canal seu público mais se identifica. Observe o comportamento de navegação nos seus canais e, aos poucos, vá testando novos formatos e linguagens. Assim você vai se adequando ao que seu público busca (e onde ele busca).

3. Foque em soluções

Sua empresa e seu produto ou serviço existem para suprir necessidades do seu cliente. O conteúdo que você vai produzir não é diferente. Responda a uma pergunta, resolva um problema, forneça soluções melhores que a concorrência. Seu conteúdo pode ser encontrado por meio de mecanismos de busca, ou compartilhado nas redes sociais. Por isso, o foco não pode ser sempre no seu produto ou serviço, mas sim na solução que você oferece.

Exemplo:

O conteúdo ideal no momento certo pode ser decisivo para um cliente que está, digamos, à procura de um imóvel para comprar. Se você oferece dicas, artigos e e-books que tirem dúvidas sobre condições de financiamento, documentação necessária ou vantagens de ter áreas de lazer no condomínio, o leitor pode chegar com mais segurança à etapa de compra. Forneça instruções claras e objetivas, explique e exemplifique detalhadamente sobre como as etapas funcionam e ofereça tutoriais sempre que possível.

Seu objetivo é que seu público passe a ver sua empresa como uma autoridade no assunto, uma fonte confiável de informações específicas dentro do seu setor. Quanto mais pessoas enxergarem sua marca como líder em seu nicho, maior a probabilidade desses consumidores de conteúdo se tornarem também consumidores dos seus produtos ou serviços.

4. Localize o cliente na jornada de compra

Exemplo:

Suponha que o seu negócio seja uma loja de produtos naturais. Um post na Página do Facebook ou uma publicação no Instagram (em série de fotos no Feed ou no Stories) sobre os benefícios da alimentação saudável, com uma breve apresentação do que você faz, é ideal para a fase do aprendizado e descoberta. Para a fase do reconhecimento do problema, você poderia oferecer um conteúdo indicando “10 passos para uma alimentação saudável”. Para a terceira fase, de consideração da solução, um e-mail marketing apresentando o que sua loja oferece é suficiente para mostrar que sua empresa tem uma boa solução para o problema. Por fim, para que o cliente decida pela compra, conteúdos ideais seriam depoimentos de outros clientes no site (ou avaliações do serviço na Página do Facebook), cases de sucesso nas redes sociais ou dados de pesquisas de mercado.

Todo cliente em potencial percorre um ciclo até finalizar uma compra. São várias etapas e uma das estratégias mais importantes do conteúdo segmentado é desenvolver o conteúdo certo para cada uma delas. Na fase do aprendizado e descoberta, você deve produzir conteúdo que desperte o interesse do cliente para um problema a ser resolvido.

Na fase de reconhecimento do problema, o cliente precisa de um conteúdo que indique possíveis soluções para o problema dele, de forma mais genérica. Na fase de consideração da solução, o conteúdo deve deixar claro qual a experiência de sua marca na resolução desse problema específico. Por fim, quando o cliente chega à fase de decisão de compra, o conteúdo deve ser claro e comprovar a experiência previamente anunciada.

5. Reavalie o seu público-alvo

Exemplo:

Se você usa Instagram, uma maneira bacana de acompanhar as preferências do seu público é usar enquetes nos Stories!

Acontece que todo esse processo de criar o melhor conteúdo para o seu público é um ciclo. Mesmo que seu público-alvo continue o mesmo, ele nunca é estático. Afinal, nós mudamos o tempo todo, não é verdade? E você precisa acompanhar essas mudanças, para não ficar para trás.

Seu público é constantemente estimulado e adota novas preferências, novas necessidades. Seu negócio também evolui, cresce, atinge novos públicos ou até muda de público-alvo. Portanto, é essencial reavaliar constantemente todo esse processo e, consequentemente, rever as estratégias de produção de conteúdo segmentado sempre que necessário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *